Nos últimos anos, a forma como nós consumimos música mudou drasticamente. O Spotify chegou no Brasil, a MTV fechou as suas portas em terras tupiniquins e se o YouTube já era uma realidade pra muita gente, ele passou definitivamente a substituir a televisão pra essa geração super conectada. De quebra, os videoclipes, que tiveram bastante importância pros artistas até meados dos anos 2000, voltaram com tudo. Porém, agora eles ganharam um formato extendido: os álbuns visuais.

A febre se espalhou na gringa com Endless, do Frank Ocean, The Odyssey, álbum visual pra How Big How Blue How Beautiful da Florence + The Machine, e não podemos deixar de citar o BOMBÁSTICO Lemonade, da Beyoncé. Ele é o álbum visual mais falado e premiado até hoje e abriu a porta pra tantos outros. Aqui no Brasil essa moda já chegou e promete vários lançamentos nacionais nesse formato ainda esse ano (Marcelo D2, Gorduratrans, etc). Mas, enquanto esses não chegam, te apresentamos 4 deles que vêm fazendo a nossa cabeça:

1. Luiza Lian, “Oyá Tempo”

Ao invés de fazer um clipe pra divulgar o seu segundo disco, Oyá Tempo, Luiza Lian preferiu abraçar o álbum inteiro de uma vez só. Com baixíssimo orçamento e uma equipe enxuta, a artista gravou o média metragem por 24 dias seguidos e provou que não é necessário uma grande gravadora nas costas pra tirar as ideias do papel. O resultado do experimento é um filme com 24 minutos, um site e as composições em si, ou seja, um conteúdo multiplataforma riquíssimo.

Porém, engana-se quem pensa que o álbum é plural e experimental apenas pela forma como se apresenta, pois ele é tudo isso nas músicas também. São canções que flertam com o hip hop, o funk, a  música eletrônica e que se misturam à cânticos da umbanda e temáticas da era das redes sociais. Oyá Tempo é um daqueles álbuns que você vai ouvir, pensar “porque eu não ouvi isso antes?” e sair espalhando o link pros amigos. Acredita na gente:

2. Alpargatos, “Essa Cidade Cheia de Heróis”

Outra prova de que dá pra ser independente e ainda assim fazer trabalhos visuais incríveis é a banda Alpargatos, de Porto Alegre. Recentemente eles lançaram o curta Essa Cidade Cheia de Heróis, que dá vida às faixas Super Homem, Astronauta e Pássaro/Avião. O filme conversa com as letras das músicas e conta a história de um bailarino do interior que se aventura rumo a cidade grande. É aí que temas como insegurança, incertezas, violência local e política entram em jogo e tornam o curta muito sensível. Mas, ficamos por aqui com os spoilers, pra saber mais só dando play.

3. Frederico, “Resistente”

Influenciado por artistas como James Blake, Mahmundi, Jaloo e Silva, Frederico vive nessa dualidade entre o urbano e o natural, o orgânico do violão (da MPB e do folk) e a os equipamentos programados da música eletrônica.  Inspirado nessa temática, que vem protagonizando cada vez mais os dias do mineiro desde que passou uma temporada em São Paulo, Frederico lançou o EP visual Resistente.

No trabalho, que foi construído de maneira colaborativa, ele apresenta diferentes formas de resistir. Tanto quanto falamos de amor, quanto de um interiorano na metrópole. Pra deixar mais aparente essa dualidade entre o urbano e o natural, as cenas foram gravadas parte em Uberlândia, cidade natal do artista, e parte em São Paulo, onde ele estudou produção musical por um tempo. O filme ainda conta com a participação das performers Mariana Montezel e Isabela Palhares, da artista e drag Alma Negrot, além das atuações Vital e do próprio Frederico ♥

4. Thiago Ramil, “Leve Embora”

Por último, e um pouco diferente, temos o disco visual do Thiago Ramil: Leve Embora. Diferente dos outros que a gente citou até agora, esse não é bem um filme, mas mais uma “capa de disco animada”. Ao longo dos 41 minutos do álbum e a cada faixa passada, a capa vai ganhando novos elementos e nos surpreendendo. São leves detalhes, mas que fazem toda a diferença, e que ajudam a criar o clima intimista do álbum. E, vai dizer né: teria melhor cenário pra contemplar essas músicas que a beira de um rio? Thiago acertou em cheio 🙂

E aí, curtiu? Você pode continuar seguindo esses artistas (e conhecendo outros) na playlist Youcom Apresenta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *