Esse blog nunca viu tanta gente incrível falando sobre temas tão relevantes nos últimos tempos, e pra continuar com a maré, convidamos a responsável pelo núcleo de pesquisa de tendências da Youcom, a Liana,  pra falar sobre um assunto que ela se identifica e ama: o feminismo na moda. Vai que é tua, Li!

O feminismo é um assunto que veio à tona novamente há algum tempo, mas ainda não perdeu sua força de discussão na sociedade, pelo contrário, está cada vez mais forte e batalhando para conscientização das pessoas. E é impossível não perceber as manifestações feministas através da moda, a conexão entre ambos é muito forte, então vamos comentar aqui sobre algumas tendências que foram influenciadas por este movimento.

Os tons rosáceos são possivelmente a primeira forte conexão que a moda apresenta em relação ao feminismo, já que o rosa sempre foi conectado ao universo feminino. A grande diferença é que o rosa agora é sinal de empoderamento feminino, para afirmar na sociedade a força do nosso sexo, e não para simbolizar algum tipo de delicadeza ou fragilidade. Magenta, rosa blush ou até mesmo o tão conhecido millenial pink estão por todo o lugar, e duvido que você ainda não tenha se sentido atraído por um deles.

Outra tendência de moda que é muito forte e faz esta conexão é a camiseta manifesto. Já faz algum tempo que as pessoas curtem expressar suas ideias através de camisetas com frases, e percebemos um movimento girando em torno de mensagens feministas. Maria Graça Chiuri, diretora criativa da Dior, exibiu eu seu primeiro desfile para a famosa maison francesa, uma camiseta com a frase “We should all be feminists”, título do discurso que a famosa ativista feminista Chimamanda Ngozi proferiu no TED, e que depois virou livro. Isso foi o ponto alto para que marcas do mundo inteiro garantissem em suas prateleiras produtos com mensagens empoderando as mulheres.

As transparências também estão aí para dar liberdade as mulheres. Em 2014, o filme Free the Nipple foi lançado pela diretora Lina Esco para dar força a campanha homônima, que prega igualdade de gênero e pela liberdade das mulheres em mostrar seus mamilos. Esse movimento influenciou a criação de diversas coleções de moda onde as transparências são utilizadas sem a necessidade de esconder os seios em um sutiã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *