Não tem sensação melhor do que estar em uma festa e, de repente, começar a tocar a sua música preferida. Agora imagina que aquele som que nem seu cachorro mais aguenta ouvir se mescla com outro HINO que você adora. É gritaria na certa! O nome disso é mashup, ou seja, quando duas ou mais músicas são mixadas juntas, formando apenas uma, como se fosse um remix. E nessa onda de recortar, colar, sobrepor e mixar faixas, muita gente já pirou nesse Brasilzão afora. E se te uma coisa que a gente sabe que o brasileiro é, é criativo. Então, se prepara, porque neste post vamos te apresentar as mentes brilhantes que estão por trás dos mashups que vão pegar seus amigos de surpresa na sua próxima house party:

1. Raphael Bertazi

Você se lembra daquelas propagandas institucionais malucas da MTV Brasil? Pois lá no verão de 2013, o produtor e DJ Raphael Bertazi encabeçou as vinhetas da campanha “Junto e Misturado” com 8 mashups diferentes. A emissora deu sinal verde pro cara chutar o pau da barraca e rolou mistura de Gaby Amarantos com David Bowie, Mutantes com Gorillaz, Companhia do Pagode com Rage Against The Machine, Roberto Carlos com Ramones e Blondie, Tim Maia com Talking Heads, Criolo com Jackson 5 e The White Stripes com Sandy e Junior.

Logo depois, em 2014, ele começou a sua tradição de lançar toda véspera de carnaval o que batizou de “Axé Bahindie”. O primeiro dos singles foi “Esse Nêgo Charmoso”. Um mashup de “Tic, Tic, Tac”, da Banda Eva, com “Toing”, do É o Tchan e, PASMEM, “This Charming Man”, dos britânicos do The Smiths. E pra acompanhar as produções, as capinhas temáticas que a gente PIRA. Nessa, por exemplo, ele pegou a capa original do disco “The Queen Is Dead” e trocou a cara do Alain Delon pela do Compadre Washington:

Fora as misturas de Axé e Indie pelas quais ficou conhecido, Bertazi também curte misturar vinhetas. Já fez Super Mario Bros. com Caetano Veloso e Jornal Nacional com Public Enemy. Curtiu? No soundcloud dele você pode continuar viajando.

2. André Paste

Se os mashups do Raphael Bertazi são bem humorados, os do André Paste atingem outro nível de humor: o do escracho. Remanescente da geração MySpace, o capixaba não tem vergonha de fazer misturas inusitadas, que nem sempre agradam a todos. Um dos mashups mais conhecidos dele, “Cid Moreira On The Dancefloor”, traz trechos bíblicos narrados pelo ex-âncora do Jornal Nacional, Cid Moreira, misturados com funk carioca:

Ainda no campo televisivo, ele fez um mix do tamborzinho do programa do Jô com “Get Lucky, do Daft Punk, e ficou genial. Ainda fez uma versão funk de The XX e um encontro entre Disclousure e Tati Quebra Barraco. A última invenção dele foi a versão natalina de “Vai Malandra”:

3. João Brasil

Sabia que antes de “nunca mais dormir”, o João Brasil não dormia também? Brincadeiras de tio à parte, a questão é que antes de sucessos como “Michael Douglas” virarem hit do verão, o DJ João Brasil fez muita coisa nessa vida como DJ. Estudou música na Berklee College of Music, fez a música tema do programa Mucho Macho do Marcos Mion, na MTV Brasil, e ainda Mestrado em Londres. Eis que quando ele estava morando nas terras da Rainha, não achou desafio suficiente cursar um Mestrado fora e criou o projeto 365 mashups. Onde, SIM, produziu uma faixa por dia durante um ano. Infelizmente, muitos deles estão fora do ar, mas ainda assim dá pra ter uma ideia do que ele inventou no site do projeto. Fora isso, ele continua mesclando coisas, como essa e muitas outras:

4. Born To Axé & VideoMash

Não basta ter conquistado milhares de little monsters com seus álbuns pop, um que flerta com o jazz e outro mais recente voltado pro country, Lady Gaga se jogou em uma nova aventura: o axé music! Em Born To Axé, a diva se juntou a Netinho, É O Tchan, Daniela Mercury, Banda Eva, Asa de Águia, Olodum e a Banda Mel pra levar o Brasil pro mundo.

Se você está se perguntando de quem foi essa ideia genial, a gente responde: André Pilho. O DJ e videomaker é o criador do VideoMash, projeto que eleva os mashups a vídeo. “I’m A Cool Diva Que Você Quer Copiar” é um dos mais famosos deles! Nele Gretchen e Valesca Popozuda travam uma “batalha” pra ver quem é a mais maravilhosa:

E é essa mesma a intenção do projeto, criar mashups engraçados, imprevisíveis e que, aparentemente, são impossíveis de acontecer na vida real: divas pop cantando com artistas nacionais e grandes hits internacionais misturados com arrocha ou com funk. Como esse aqui da Pabllo com a Queen B:

Curtiu? Bom, agora é só escolher quais você vai tocar na sua house party ou ainda juntar tantas, mas tantas referências que daqui a pouco você está criando as suas próprias misturas. Se joga!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *