Basta tocar uma musiquinha lenta quando vocês ficam juntos pela primeira vez pra pensar “ai, essa é a nossa música”. Aí ela toca em todos os momentos de paixão louca, saudadinha de domingo, até acabar como trilha sonora dos primeiros moves de Jagger que vocês vão mostrar na pista do casamento.

Tá, mas e a música é sobre o que mesmo? Sobre drogas? Ah, tá. Só pra saber. Sobre uma ex que o cara nunca esqueceu? Uuuuui. Sobre o fim do relacionamento? Xiiii.

Por isso é bom aproveitar que o dia 12 de junho tá aí pra botar essa sua imagem mental de romance em perspectiva. Até mesmo pra quem tá solteiro e fica olhando a chuva cair pela janela escutando “With or Without You” do U2. Nãããão.

Aqui está a lista de músicas que servem pra sua playlist de qualquer coisa, menos pro Dia dos Namorados.

1. Every breath you take, The Police

Até pode parecer uma baladinha daquelas boas de recordar. Mas já parou pra pensar que é uma música sobre um cara que vai ficar VIGIANDO a menina depois do rompimento?! Tipo, fim de relacionamento, e “every step you take/ every move you make/ I’ll be watching you”.

E o que dizer da frase: “Você não consegue ver que você pertence a mim?!”? Credinho, hein…

2. I will always love you, Whitney Houston

A música escolhida por dez entre dez programas de TV quando o assunto é amor. Oh, wait! “So goodbye/ please don’t cry/ we both know I’m not what you need.” Não é exatamente a ideia que você quer pra começar o seu casamento, dançando a primeira ~valsa~ juntos, né? 😛

3. There she goes, The La’s

Musiquinha fofa, né? Ainda mais quando diz: “There she goes/ There she goes again/ Racing thru’ my brain/ And I just can’t contain/ this feelin’ that remains/ There she blows/ There she blows again/ Pulsing thru’ my vein/ and I just can’t contain this feelin’/ that remains.” QUE MULHER É ESSA? Chama-se heroína </3 E não a do tipo Mulher Maravilha, não, if you know what we mean…

4. More than words, The Extremes

Taí o festival de açúcar, confete e rosas vermelhas de música pra deixar qualquer um cheio de tum tum no <3. Até que a menina se dá conta do que ele tá falando e cai NA MAIOR DEPRÊ COM UM ULTIMATO DESSES! Do tipo: dizer eu te amo não basta. Ou você toma uma atitude, mostra pra que você veio, ou cai fora. “What would you say/ if I took those words away”. Vai ter rala e rola hoje? Então cai fora. Palavras vazias. Vazias como ficou essa música pro seu coração apaixonado agora, não? :/

5. Here comes your man, Pixies

Todo mundo já deve ter ido a um casamento em que o noivo aparecia fazendo uma dancinha marota ao som dessa música para sua amada. Grande canção, claro! Mas e se a gente te disser que é sobre gente morrendo e passando trabalho em terremotos que aconteciam com frequência na California – um deles em especial, presenciado pelo vocalista Frank Black em 1971, que inspirou Here Comes Your Man -? Seguuuuura.

6. The one I love, R.E.M.

O nome, a primeira frase, tudo indica que trata-se de uma música romântica. E é bem o oposto. Michael Stipe inclusive levantou dúvidas sobre a gravação desse som, por ser “muito violento”. Violento porque é, na verdade, sobre usar as pessoas. Aquela pinta com quem o cara fica só pra esquecer da outra… “A simple prop/ to occupy my time”, ele canta. MEO! ☹

7. Skinny love, Bon Iver

A música tem toda a imagem perfeita pra curtir um romance, olhando pela janela e tal. Ainda mais na voz de Birdy. Mas, poxa, Skinny Love é um amor magrelo, mal nutrido, que não rolou. Tipo, a menina não aguentou esperar até o final do ano com o cara, tá de saco cheio… “Now all your love is wasted?/ Then who the hell was I?”. É mais para um dia sem paciência do que pro dia 12, hein…

8. Lips of an angel, Hinder

“eu tenho que sussurrar, não posso falar alto/ a minha garota está no quarto ao lado/ às vezes eu queria que ela fosse você/ acho que a gente nunca conseguiu seguir adiante”. Pra quem não acredita que ele ainda tá apaixonado pela(o) ex: “I gotta whisper ‘cause I can’t be too loud/ Well, my girl’s in the next room/ Sometimes I wish she was you”

9. Tears in Heaven, Eric Clapton

Não há NENHUM romantismo aqui, mas faz chorar mesmo. É uma música lenta e doída sobre a morte do filhinho do Clapton, o Conor, aos 2 aninhos. Sem mais, né. “I must be strong/ And carry on/ Cause I know I don’t belong/ Here in Heaven”. ☹

Se você estiver atrás de um romance sonoro, dê uma curtida na nossa playlist de namorados, que já tá lá na rádio Youcom. <3 

Comentários estão fechados.