2015 foi MUITO positivo no sentido de colaborações. Parece que as ~energias~ fluíram pra que rolassem grandes encontros! Artistas que nunca imaginamos trabalhando juntos e outros com um SUPER potencial pra dar certo (e que não sabemos por que raios ainda não tinham gravado em conjunto) se uniram pra lançar sons BRUTAIS!

E claro que a gente não ia deixar esses momentos passarem em branco. Aqui vai a lista de colabs que grudaram que nem chiclete na nossa cabeça – e têm tudo pra ficar na sua também:

 

1. Disclousure + Lorde

“Caracal” foi COM CERTEZA um dos discos mais esperados do ano. O lançamento do Disclousure não surpreendeu só por ser a continuação de um dos projetos mais legais dos últimos tempos, mas também porque trouxe GRANDES participações especiais, como Lorde, Miguel, The Weeknd e Sam Smith. Com um time desses, não teria como o álbum não ter ficado incrível!

A colab que mais chamou a atenção foi a da música “Magnets”, com a Lorde. Eles, inclusive, tiveram a oportunidade de reproduzir o som no Saturday Night Live:

 

2. Chet Faker + Banks

Chet Faker e Banks têm TUDO a ver: os dois fazem um som que mistura música eletrônica com R&B. Além disso, ambos tiveram seu primeiro álbum lançado no ano passado e críticas BEM positivas a favor. O negócio é que, em 2015, essas semelhanças FINALMENTE se transformaram em música! A faixa escolhida pela dupla foi “1998”, que já existia no “Built On Glass”, do Chet Faker, e ganhou uma versão LINDA embalada pelos vocais dramáticos da Banks <3.

 

3. The Weeknd + Lana Del Rey

“Beauty Behind The Madness”, novo álbum do The Weeknd, é uma METRALHADORA de hits. E nada melhor do que chamar alguém que entende muito do assunto pra colaborar. Nesse sentido, Lana Del Rey é mestranda!

Todo mundo já sabia da admiração do Abel Tesfaye pela diva. E assim como Banks e Chet Faker, os dois também tinham TUDO pra dar certo: cantam devagar, curtem letras dramáticas e sabem empilhar singles. O resultado não poderia ser outro: BOMBA! E milhares de boatos em relação a um possível namorico…

 

4. Rihanna + Kanye West + Paul McCartney

Essa aqui é uma das participações mais inusitadas do ano! Afinal, quem um dia sonhou com Paul McCartney, Rihanna e Kanye West dividindo um estúdio? Pois aconteceu! A parceria entre Riri e Kanye não é novidade, porque os dois já haviam trabalhado juntos em “Run This Town”, de 2009, e “All Of The Lights”, de 2011. Agora, Paul é novo na área.

“FourFiveSeconds” foi lançada em janeiro e teve a letra composta por Kanye, junto a Paul. Que dupla! A faixa sai oficialmente no novo álbum da Rihanna, que vai ser lançado agora no Tidal.


 

5. Snoop Dogg + Stevie Wonder + Pharrell Williams

Outro veterano que se juntou aos “novatos” foi Stevie Wonder. O mestre da soul music aparece no último disco do Snoop Dogg ao lado de Pharrell Williams na faixa “California Roll”. Por essa a gente não esperava…

Stevie também participou do último álbum do Mark Ronson, mas essa já é outra história…

 

6. Jack Ü + Justin Bieber

Jack Ü não é uma pessoa, nem uma banda: é o projeto dos DJs Diplo e Skrillex. A super dupla lançou seu primeiro disco em 2015 e por si só já merecia estar nessa lista! Afinal, não é todo dia que dois nomes de peso se unem pra lançar um álbum juntos.

Mas não para por aí: as participações especiais do disco também merecem a sua atenção. Os caras convidaram AlunaGeorge, Kiesza e até mesmo o Justin Bieber pras gravações! E a parceria deu tão certo que, além de virar hit, resultou no Skrillex produzindo várias músicas do novo álbum do garoto Bieber.

Eles estão confirmados no line up do Lollapalooza 2016. Será que o Justin vem junto? 🙂

 

7. Kevin Parker + Mark Ronson

“Uptown Special”, do Mark Ronson, conta com participações de Andrew Wyatt, Stevie Wonder, Bruno Mars e Mystikal, mas a parceria mais legal do disco (e também a mais inusitada) é de Kevin Parker, do Tame Impala. Ninguém imaginava que Mark Ronson, super da soul music, ia convidar um cara que faz rock psicodélico pra tocar no seu disco! E não foi só em uma música: “Summer Breaking” e “Daffodils” trazem os vocais do australiano pro mundo de Ronson 🙂

O legal é que a parceria saiu dos estúdios. Rolou um cover dos dois de uma música do Queens Of The Stone Age no Triple J e ficou INCRÍVEL:

Comentários estão fechados.