Não tem jeito: é difícil fugir da monogamia. Afinal, a forma mais lógica que encontramos de demonstrar que o amor existe foi amando uma pessoa de cada vez. Nesse sentido, gostar de mais de uma pessoa ao mesmo tempo te faz um maluco, mal-amado. O grande problema é que muita gente acha que é “dono do namorado(a)” e chega uma hora que essa possessividade passa dos limites até que, por fim, cabeças rolam e namoros terminam. E aí tem sempre alguém que acaba forever alone.

E se a gente fosse livre pra gostar de mais de uma pessoa ao mesmo tempo?

Aqui estão listadas histórias de triângulos amorosos do rock que acabaram bem mal para alguém e que poderiam ter resultado em parcerias incríveis se quem estivesse no meio dessas tretas fosse adepto do poliamor.

 

1. Courtney Love, Kurt Cobain e BIlly Corgan (Hole + Nirvana + Smashing Pumpkins)

No começo dos anos 90, Courtney Love andava voando as tranças por aí com Billy Corgan. Em 1992, ela se casou com Kurt Cobain e há boatos fortes que os encontros com o vocalista do Smashing Pumpkins nunca pararam de acontecer. Até aí, tudo ok. A lenda mais pesada desse triângulo é que Cobain teria cometido suicídio depois de ler uma entrevista em que Courtney insinuava ter dormido com Billy Corgan. Fofoca ou não, o fato é que depois da morte do ícone do grunge, ela voltou a ficar com Billy: ba-pho!

Courtney

 

2.  Joey Ramone, Linda Ramone e Johnny Ramone (Ramones)

Trabalhamos com: furto de namorada. Joey e Linda Ramone eram um lindo casal, mas isso não impediu Johnny Ramone de começar a soltar umas trovinhas pra cima da namorada do colega de banda. Resultado: Linda trocou o vocalista pelo guitarrista, se casou e ficou com ele até seus últimos dias de Ramone <3. Joey e Johnny continuaram tocando juntos mas a relação entre eles nunca mais foi a mesma.

Ramone

 

3. George Harrison, Pattie Boyd, Eric Clapton (Beatles + Cream)

George Harrison e Pattie Boyd se casaram em 1966. Na época, Harisson e Eric Clapton eram best friends forever, até que Eric começou a “achar a grama do vizinho mais verde” e plantou algumas cantadas no coração de Pattie <3. Logo logo, o casamento foi por água abaixo e CURIOSAMENTE a garota foi morar com Eric.

Dizem que as letras de “Something”, “I Need You” e “For You Blue”, de George Harrison, e “Layla”, “Wonderful Tonight” e “de Bell Bottom Blues”, de Clapton foram inspiradas nesse triângulo.

Pattie

 

4. Mallu Magalhães, Helio Flanders e Marcelo Camelo (Mallu + Vanguart + Los Hermanos)

O que muita gente não sabe é que muito antes da Banda do Mar existir, Mallu Magalhães namorou Hélio Flanders. Quando eles terminaram, ela apareceu dizendo que estava apaixonada por um cara bem mais velho. E pimba: apareceu com Marcelo Camelo. Parece que o vocalista da Vanguart ficou #chateado com a situação e, quando foi perguntado sobre o por que da ex atrair tantos caras mais velhos, ele disse que “deve ser porque ela tem bom papo e vem de família ryyyca”. Vish, será que esse recalque é o motivo das letras dor de cotovelo da Vanguart?

Malu

 

5. Rita Lee, Arnaldo Baptista e Roberto de Carvalho (Mutantes)

Arnaldo Baptista e Rita Lee namoraram de 1968 a72 e, quando o casal acabou, a ruiva foi gentilmente chutada dos Mutantes. Logo depois, Rita conheceu Roberto de Carvalho, com que é casada até hoje. Já Arnaldo surtou de vez, foi morar em um sítio, pintar e viajar no LSD. O grande problema desse triângulo é que, até hoje, o Mutantes não pode se reunir de novo. Sempre que tem shows dos caras, Rita não pode participar.

Rita

 

6. Keith Richards, Anita Pallenberg, Brian Jones e Mick Jagger (Rolling Stones)

Anitta Pallenberg figura fácil no topo do ranking das groupies mais sortudas da história do rock. Ela passou o rodo nos Stones: pegou Brian Jones, Keith Richards e Mick Jagger. Namorou com Brian por pouco tempo, mas ficou com Keith durante 12 anos. Já com Jagger foi só um ~lance. Essa é profissa 🙂

Anita (1)

 

Agora imagina só se todos esses músicos tivessem ficado juntos? Sem todas essas tretas, certamente sairia muita música boa. Preparamos

Preparamos uma playlist pra você ouvir a 2, 3 ou 4. Você que decide.

 

Comentários estão fechados.