É maluco pensar que, há não muito tempo, pra gente conhecer nossas bandas favoritas, era preciso stalkear as comunidades do Orkut de gente que nós achávamos cool ou esperar pra estrear um clipe inédito na MTV.

Nesse clima de nostalgia, resolvemos relembrar 6 bandas que lançaram seu primeiro disco há 10 anos e que continuam tocando nos nossos fones de ouvido:

SPOILER ALERT: antes de começar a ler, dá play na estação “Tudo que vai, volta” da Rádio Youcom : http://bit.ly/1QKPciR 🙂

1. Whatever People Say I’m, That’s What I’m Not, Arctic Monkeys

Parece que faz mais tempo, mas há EXATOS dez anos, Alex Turner, Jamie Cook, Nick O’Malley e Matthew Helders lançavam “Whatever People Say I’m, That’s What I’m Not” – o primeiro álbum do Arctic Monkeys!

Desde lá, nada nunca mais foi o mesmo. O estilo de vida ~indie rocker~ foi incorporado à nossa rotina, “I Beet You Look Good On The Dancefloor” virou hino dos anos 2000, “Dancing Shoes” figurinha repetida na balada, e “Mardy Bum” o motivo pra gente querer aprender a tocar um instrumento. Ah, são tantas lembranças…

Músicas memoráveis: “Fake Tales Of San Francisco”, “I Bet You Look Good On The Dance Floor” e “When The Sun Goes Down”.

Arctic Monkeys

 

2. Inside In/Inside Out, The Kooks

Em 2006, o The Kooks estreou contrariando o que estava fazendo sucesso no rádio (sim, a gente ouvia RÁDIO FM naquela época). Enquanto todo mundo estava fazendo sons explosivos, a banda se ocupou em lançar um disco com músicas no velho e bom estilo voz-violão. E claro que o som leve, divertido e praiano deu certo! Não é à toa que os garotos de Brighton venderam até hoje mais de DOIS MILHÕES de cópias do “Inside In/Inside Out”.

Músicas memoráveis: “Naïve”, “She Moves In Her Own Way” e “Seaside”.

The Kooks

SPOILER ALERT: A dica pra quem AMA as músicas desse álbum, mas tá um pouco enjoado, é procurar a versão acústica do disco. Ela foi gravada metade no lendário estúdio Abbey Road, e metade em Osaka, no Japão. Tá muito <3

 

3. Costello Music, The Fratellis

É o primeiro e também o MELHOR disco dos escoceses do The Fratellis. Tem quem discorde, mas como não considerar esse o álbum número 1 da banda quando ele nos oferece música pra dançar LOUCAMENTE (“Chelsea Dagger”), pra tirar a fantasia burlesca do armário (“Henrietta”) e pra conquistar o crush (“Whistle For The Choir”)?

Músicas memoráveis: “Chelsea Dagger”, “Whistle For The Choir” e “Baby Fratelli”.

The Fratellis

 

4. Beach House, Beach House

Quem também tá na estrada há 10 anos é o Beach House. A banda oficial dos ~sonhadores~ começou a fazer dream pop em 2006 e encantou a galera com a união mais doce de sintetizadores, solos de piano e, claro, a voz INCRÍVEL da Victoria Legrand.

Se você ainda não é apaixonado pelo disco, aqui vai um motivo pra repensar: a música “Master Of None” deu nome ao seriado homônimo do Netlix. Pra quem ainda não assistiu, corre, é INCRÍVEL!

Músicas memoráveis: “Master Of None”, “Saltwater” e “Childhood”.

BeachHouse

 

5. Broken Boy Soldiers, The Raconteurs

Antes de The Dead Weather e dos álbuns solo, o Jack White fez um SUPER sucesso com o The Raconteurs ao lado de Brendan Benson, Jack Lawrence e Patrick Keeler (ex-membros do The Greenhornes).

O primeiro disco da banda foi lançado em 2006 e, na época, Jack White já era conhecido pelo The White Stripes e seus BRUTAIS “Elephant” e “Get Behind Me Satan”. Nesse sentido, não precisou muito pra que “Broken Boy Soldiers” estourasse. Também, com sons cheios de pedradas, como “Steady As She Goes”, não tinha como ser diferente…

Músicas memoráveis: “Steady As She Goes”, “Broken Boy Soldier” e “Together”.

TheRaconteurs

 

6. Waterloo To Anywhere, Dirty Pretty Things

Outro supergrupo que surgiu em 2006 foi o Dirty Pretty Things. Depois do fim conturbado de The Libertines, Carl Barât foi pra um lado, e Pete Doherty pro outro. E aí que surge “Waterloo To Anywhere”. E parece que o Carl canalizou todo esse momento turbulento em forma de música. O resultado é um dos discos mais explosivos da virada do milênio. O álbum fez tanto sucesso na Inglaterra que já estreou em segundo lugar das paradas britânicas. Nada mal pra uma banda nova, né?

Músicas memoráveis: “Deadwood”, “Bang Bang You’re Dead” e “Wondering”

The-Dirty-Pretty-Things

Comentários estão fechados.