Atenção para a pergunta que não pode calar: #e_se. #e_se a gente parar para repensar todas as coisas? #e_se a gente questionar tudo? #e_se essas questões mudarem as nossas vidas?

Essa perguntinha nos inspira e, como não estamos com nenhuma resposta na ponta da língua (e nem preocupados com isso, na verdade), a gente foi atrás de outras pessoas que também pararam um dia para se perguntar #e_se (e o que aconteceu em suas vidas depois disso).

Essa coleção de questões é a inspiração da nossa campanha de verão, já que a estação mais quente do ano é também o anúncio da mudança do ano, da conclusão de projetos e da criação de novas metas, né? Então nada mais justo do que aproveitar a temperatura lá em cima pra botar a cabeça pra refrescar questionando esses velhos padrões.

Então bora dar uma olhada nos #e_ses dos jovens que serviram de inspiração e participaram da campanha? Aí você acessa o ese.youcom.com.br e participa também. <3

 

1. #e_se eu tiver coragem pra seguir os meus sonhos?, Duda Meneghetti, atriz

Você pode reconhecer a Duda Meneghetti da TV (ela foi a vilã Rafaela de Em Família, da Globo). A gaúcha  tem 23 anos e começou o teatro aos 11. Como todo mundo de sua idade, foi levada a escolher uma faculdade simplesmente por escolher. Fez publicidade enquanto sonhava com os palcos e todos os personagens que poderiam nascer dela. Até que um dia Duda fez a pergunta mais importante de sua vida. “O pior é passar a juventude, a vida inteira, num trabalho do qual tu não gosta”. Sábias palavras, Duda.

post_blog_duda_menega

 

 

2. #e_se nada me impedir de fazer o que eu quero?, Eduardo Biermann, fotógrafo

Falta de dinheiro, falta de estrutura na cidade pequena, falta de oportunidade. Nada deve ficar entre você e o seu sonho. Essa é a lição que o fotógrafo Eduardo aprendeu ao longo dos seus 25 anos. Deixou Erechim, uma cidade com menos de 100 mil habitantes (nem 1% da população gaúcha), para estudar em Porto Alegre. Conseguiu estágio em fotografia, se apertou como pode, e conseguiu vencer uma competição internacional de foto. Não bastou para Biermann: o sonho é mais, vai mais longe e está sendo construído dentro de uma teleobjetiva: aquela visão de alto alcance e precisão. Sua vida mudou no momento em que ele não deixou que o meio determinasse o seu destino. Você se arriscaria a fazer o mesmo?

posts_blog_bierman

 

 

3. #e_se eu puder mudar todos os padrões?, Maju, estudante de jornalismo

A Maju, de 18 anos, é dona de uma energia de deixar o cabelo que qualquer um em pé. Ele, o cabelo, foi motivo de muito questionamento: crespo demais, preto demais, armado demais? Ela cresceu querendo o contrário – o cabelo ~padrão mídia~. Aí ela decidiu que esses padrões não importavam mais, criou seu próprio canal de beleza e moda nas redes e virou uma unanimidade em estilo para cabelos cheios de personalidade. Como ela. “O cabelo é como eu me sinto”, declara. Muito <3, né?

posts_blog_maju_silva

 

 

4. #e_se for sem medo?, Fernanda Esteves, blogueira

O medo da magreza, o medo dos padrões, o medo de um câncer. A paulistana Fê Esteves, de 18 anos, precisou passar pelo pior para fazer a pergunta mais importante de toda a sua vida: e se o medo deixar de existir? Depois disso, tudo mudou e ela vive o lado mais iluminado dos sagitarianos: a originalidade, a curiosidade em viver e conhecer o mundo. Fê quer ser fotógrafa e viver a realidade de alguma tribo africana. Ela abandonou o medo e escolheu a vida. E se jogou de cabeça nela. LINDA! <3

posts_blog_festeves

 

 

5. #e_se você quiser compartilhar a sua pergunta?

Que tal participar e começar também a perguntar, questionar, repensar a vida e as suas decisões?  A gente tá louco pra te ouvir. Entre no site e crie o seu card #e_se e nos ajude a semear essa perguntinha atrás da orelha de todo mundo. 😉

E aí? Cadê o seu?

Clique aqui e diga qual o #e_se que mudou (ou poderá mudar) a sua vida.

Comentários estão fechados.