No final do ano passado, fizemos um post contando para vocês como os anos 1990 estavam mais de volta do que nunca. Na moda e na música, a década do grunge, do shoegaze, das chokers e do jeans estava definitivamente entre nós, mas, como a moda é cíclica e tá sempre procurando novas fontes para se inspirar, começamos a sentir que as tendências tão prestes a virar.

Os patches nas jaquetas, os óculos espelhados, uma imensidão de peças metálicas, com muito glittler e lantejoulas deixam spoilers do que vem por aí: os anos 1980. U-H-U-L!

Isto só falando de moda! Não podemos esquecer dos indícios que vem do cinema e das séries…

madonna

No Netflix, Stranger Things (2016) e The Get Down (2016) trouxeram referências dos anos 1980 à tona. Stranger Things nos encantou com as homenagens à filmes clássicos da década dourada, contando com uma trilha sonora incrível que resgatou os sons mais sombrios da época. Já The Get Down, foi um prato cheio para os fãs de hip hop, pois a série acompanha de pertinho personagens que estavam envolvidos no início do movimento, na Nova York do final dos anos 1970 e começo dos 1980. Além dessas séries, tivemos uma alguns remakes de filmes dos anos 1980, como o clássico Ghostbusters, de 1984, que ganhou uma versão com personagens principais mulheres. ♥

stranger_things_get_down

Claro que a música não iria ficar de fora dessa onda, então, Carly Rae Jepsen, Bruno Mars, The Weeknd, Lady Gaga e Rihanna lançaram álbuns que poderiam tocar facilmente nas rádios que os nossos pais adoram ouvir. São baladas (isso mesmo, o pessoal chamava as músicas românticas pra dançar juntinho de baladas, lá em 1980) cheias de synths e muita malemolência.

Como falamos anteriormente, acreditamos que a década tá PRESTES a voltar, mas ainda temos que nos contermos com pequenos spoilers. Pra nos ajudar a imaginar o que vem por aí, um canal do YouTube fez o vidente e pôs em prática como seriam hits do pop atual, se tivessem sido lançados 30 anos atrás. Os mais legais, a gente separou aqui para você:

1. Justin Bieber

Não, o cara no vídeo não é George Michael, muito menos Rick Astley em seus anos de ouro. É Justin Bieber!

Se pararmos pra pensar, até que o ídolo teen tem tudo a ver com a época, porque dá até para imaginar ele no elenco de Grease, fazendo o papel de boy lixo! Ih, e isso não seria um SUPER motivo para as e os biliebers copiarem o cabelo do cara e estamparem suas paredes, cadernos e fichários com fotos do filme? Se seria!

Ok, agora voltando a realidade e falando de música: “What Do You Mean” ganhou uma versão com direito a saxofone, digna de qualquer baile de formatura.

Já “Love Yourself”, virou uma música que não é tão lenta pra ser considerada uma balada, nem tão rápida pra entrar pra dance music. O que se destaca são os sintetizadores, que poderiam facilmente ter feito parte dos discos da época. 

2. Fifth Harmony

O Fifth Harmony não poderia ficar de fora da brincadeira! “Sledgehammer”, o segundo single do début do quinteto, é uma homenagem aos anos 1980. Primeiro porque o nome da música não é nada convencional e, por coincidência, tem o mesmo nome de um single BEM famoso do Peter Gabriel, lançado em 1986. Ela poderia ser um cover dessa música incrível, mas não é… o som foi escrito pela Meghan Trainor, em pleno 2014, e tem um pé no synthpop e no new wave – ritmos bem característicos da década de ouro.

“Sledgehammer” poderia muito bem ter sido feita sob medida, há trinta anos, por divas como Madonna e Cyndi Lauper, mas, como não foi isso que aconteceu, o Tronicbox tornou a música AINDA mais oitentista e deu de brinde um visual com permanentes para as garotas da girl band. ♥

3. Ariana Grande

A Ariana Grande nem era nascida nos anos 1980 (ela nasceu em 1993), mas se tivesse vivido nesse tempo, ela COM CERTEZA soaria como o Tronicbox imaginou que ela soaria.

O hit “One Last Time”, de 2015, ganhou uma versão pop e agitada, porém, contida. A música é dançante, mas carrega um pop com sintetizadores e batidas mais “pesadas”, lembrando bandas como Pet Shop Boys, Erasure e The Human Language.

“Focus” ficou mais parecida com o pop feito pelas divas Madonna, Cyndi Lauper e Cher. Inclusive, no vídeo, ela tá com um cabelo volumoso BAPHO, parecido com que as cantoras usavam na época!

4. Maroom 5

Olhe rápido pra foto abaixo e diga se não é o Adam Levine, do Marrom 5! Na verdade, é Rick Astley.

As coincidências não param por aí! O vídeo ainda faz um mash up GENIAL entre “Sugar”, do Marrom 5, e a clássica “Never Gonna Give You Up”, do Rick. As músicas encaixam direitinho. ♥

Será que um dia rola esse encontro ao vivo?

 5. Katy Perry

Além do Adam Levine, a Katy Perry é a que melhor pode falar sobre os anos 1980 nessa lista. Ela nasceu em 1984 e viu de pertinho o sucesso de bandas como Wham! e Culture Club. Esse período influenciou um tanto a sua trajetória pessoal e como artista.

Pra homenagear a década, em 2011, ela lançou o clipe de “Last Friday Night (T.G.I.F.)” todo retrô. ♥

Em troca, 5 anos depois, ela recebeu de volta uma versão de “Fireworks”, toda dançante. No vídeo, ela aparece de collant e polainas de acadêmia, e não é à toa. A versão oitentista do hit, de 2010, poderia tocar em qualquer academia e a gente garante que seria um sucesso!

E aí, qual você mais curtiu? Deixa nos comentários 🙂

Comentários estão fechados.