No final do ano passado – também conhecido como “há uns dias atrás” –, o Kanye West lançou um single em parceria com um tal de… Paul McCartney.

(Como é que é? Mac o quê?)

E foi então que muitos ˜jovens˜ começaram a fazer uma simples pergunta nas redes sociais: mas vem cá, WHO THE FUCK IS PAUL McCARTNEY?!

Agora é a gente que pergunta: falta de informação musical? Rebeldia? Somente uma fina ironia juvenil? E você aí, sabe quem é Paul McCartney?

Chega de dúvidas. Melhor mostrar que sim, nós somos jovens, mas conhecemos a história desse futuro talento da música, essa promessa, esse sujeito de nome bíblico, sobrenome pomposo e, torçamos, uma longa estrada musical pela frente.

Paul McCartney é APENAS…

1. Um dos integrantes de uma banda conhecida como… The Beatles

Você não precisa gostar, mas PRECISA conhecer e respeitar. Poucas coisas no mundo – moda, comportamento, cortes de cabelo, indústria do entretenimento, música (óbvio), etc, etc… – não tiveram a influência dos Beatles. Foi/É a banda mais amada, a mais tocada, a mais imitada, a que teve mais hits nas paradas, a que vendeu mais álbuns da história. A lista continuaria pra sempre. E o tal de Paul McCartney não só foi um dos fundadores como um dos líderes do grupo.

1P

2. O compositor da música mais tocada de todos os tempos

Um belo dia lá em 1965, Paul, esse cara que algumas pessoas insistem em não conhecer, acordou com uma melodia na cabeça. Ah, um negocinho de nada, coisa simples, vai.

Ainda de pijama, a cara toda amassada, ele foi pro piano, arranhou umas notas, anotou uns versos e criou apenas a MÚSICA MAIS TOCADA DO UNIVERSO. “Yesterday” é o nome dela. Mais alguma coisa? Sobremesa? Um café?

3. O homem que elevou o rock a status de arte

Sofisticando as melodias, trazendo orquestras e instrumentos supostamente mais ˜nobres˜ para dentro do estúdio e inovando nos métodos de gravação, Paul e sua turminha ajudaram a consolidar um gênero que ainda era visto com certa má vontade pela crítica musical. E isso foi láááá nos anos 60. Agradeça ao Paul.

3P

4. O inventor do heavy metal

Ok, o título desse tópico é um pouco exagerado. Mas é só pra mostrar o poder da influência e a originalidade do Paul. Pensa em alguma coisa que aconteceu ou venha a acontecer na música. Pensou? Paul McCartney e os Beatles já fizeram. Escuta essa gravação de 50 ANOS ATRÁS e vai notando os vários grandes vocalistas que o cara já deve ter influenciado.

5. Sir

Tia Elizabeth, a querida rainha da Inglaterra. Tá aí alguém que conhece o Paul.  Pessoalmente, inclusive. Ela deu para o músico um dos títulos de nobreza mais importantes do seu reinado. Curvem-se, ó, súditos! Paul não é só Paul: é Sir McCartney.

5P

6. Rico. Muito rico.

Dinheiro não é tudo, mas com décadas e décadas de uma carreira de muito sucesso, deu pra economizar uns trocados, né? Paul McCartney é um dos artistas mais bem-sucedidos da história da música.

7. Um homem com mais de 70 anos que faz shows de 3 horas (sem tomar um gole d’água)

Sim, é tudo verdade. Ainda na ativa, em plena forma, tocando tudo o que é instrumento, fazendo shows memoráveis. Eu, se fosse você, iria atrás de um ingresso. (compra dois e me chama)

7P

8. O pai de uma das estilistas mais respeitadas do mundo

Filho de peixe, né? Peixe grande, no caso. Stella McCartney, uma das fashion designers mais fodásticas do mundo, tem a criatividade e a originalidade no sangue. Mais uma contribuição do Papai Paul para as nossas vidas.

8P

9. O cara que teve a ideia de fazer esse disco

No final dos anos 60, Paul McCartney olhou para os seus parceiros de banda e perguntou: partiu criar figurinos e personagens meio malucos, inovar no conceito, na sonoridade, fazer uma capa histórica cheia de mensagens subliminares e compor umas canções bem atemporais pra lançar um disquinho? Eles toparam. E criaram o “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”, uma obra-prima do rock, presente em 101% das listas de melhores da história.

9

10. Um amigo que sabe dar presentes

Quando John Lennon (conhece esse?) pediu o divórcio de sua primeira esposa para ficar com a Yoko Ono (essa nem precisa conhecer), Paul sentiu que o filho do John, o pequeno Julian, tava meio tristinho com a separação de seus pais.

O menino merecia um presente. Um carrinho? Uma bola nova? Um smartphone maior com 4G liberado? Na-na-na-nananá! Paul compôs de presente para ele “Hey, Jude”, uma das músicas mais famosas do mundo.

10P

Falando nisso, essa e outras pérolas que talvez você nem soubesse que são de autoria de Sir Paul McCartney estão nessa playlist especial que a gente preparou. O play é obrigatório ou não é?

Sim:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *