Lá pela época em que você baseava as suas preferências musicais pelo o que bombava no Top 20 da MTV e pelo o que aparecia nos perfis do Myspace e do Orkut, alguns artistas (e vários emos) reinavam nas paradas, arrasavam nas críticas e ganhavam o seu coração.

Era 2005. Uma década atrás. Isso mesmo. Os pôsteres que um dia você colou na parede com a foto da sua banda preferida já estão completando 10 primaveras. Bateu a nostalgia (e o desespero)?

Tá-na-hora-tá-na-hora de se dar conta de como você cresceu: relembre e ouça quais as 10 dez faixas que fizeram a trilha sonora da sua época de jovem ouvinte.

 

1. All-American Rejects – Move Along

Hoje é um ~Dirty Little Secret~, mas em 2005 você e todos os amiguinhos cantavam “Move Along” a plenos pulmões. A faixa figurou no top 40 em tempo recorde, e não foi à toa: talvez até represente o ápice do emo-pop no mundo musical – estilo que tomava conta dos CDs gravados que todo mundo levava pras festinhas de garagem.

all american rejects

 

2. Weezer – Beverly Hills

Tá aí um quarteto de indie-nerd-power-rock-whatever da década de 90 que também quebrou tudo nos anos 00’s. E “Beverly Hills” já fez 10 aninhos. Uma boa música com um videoclipe incrível na mansão da Playboy com Hugh Hefner e Kendra, Holly e Bridget, mais conhecidas como aquelas três coelhinhas que moravam com ele na época e que tinham o reality show que passava no E!. Lembra?! Nostalgia level hard.

weezer

 

3. Gorillaz – Feel Good Inc

Uma vez pedrada, eternamente pedrada. “Feel Good Inc” é uma dessas. E Gorillaz foi o projeto paralelo que deu mais certo de todos os tempos. Só podia: uma banda virtual, com personagens incríveis, criando sonzeiras em torno de um universo rico e cheio de boas referências. Fora que tem o dedo de ouro do gênio do Damon Albarn. F*da!

gorillaz

 

4. M.I.A – Bucky Done Gun

“DONE, DONE”: a faixa que mostrou a batida inigualável do funk brasileiro pro mundo faz ~neversário~ em 2015. Assim como a obra prima que foi o álbum de estreia da M.I.A. Atitude, ativismo, crítica social, pluralidade, vários ritmos e hits geniais. “Arular” representa com certeza um capítulo marcante da música contemporânea (e também das nossas vidas).

 m.i.a

 

5. LDC Soundsystem – Daft Punk Is Playing in My House

Jovens, mas com bom gosto. Já naquele tempo você sabia que esse hit seria eterno (assim esperamos). E até hoje você sonha com o Daft Punk tocando na sua casa. Nós também. Guitarra, batidas frenéticas, sintetizador marcando presença, melodia incrível e Murphy mandando muito na cantoria.

lcd

 

6. Panic! At the Disco – But It’s Better If You Do

Os emos que todo mundo um dia já amou & idolatrou foram os que começaram com esse negócio de transformar quotes de filmes em títulos e faixas. Essa música é um exemplo. O nome é o final de uma frase que a Natalie Portman fala em “Closer”. O resto da fala virou música também e é a “Lying Is the Most Fun a Girl Can Have Without Taking Her Clothes Off”.

*Calma, não é um deja vu: já falamos deles e dessa música aqui também ó.

panic

 

7. Paramore – Emergency

A estreia do Paramore deixou todos nós querendo ter cabelos ruivos e aprender a fazer as dancinhas sem noção da Hayley. Era pop punk fresquinho, novo e com vocal feminino. Além, é claro, de letras cheinhas de citações bacanas e sensíveis. Own!

paramore

8. Bloc Party – Banquet

O hit que lotava pistas e colocava todos os indies do anos 00’s pra dançar e fazer headbanging. A clássica “Banquet” e os tempos de ouro (e de estreia) do Bloc Party! Sdds!

bloc-party

 

9. Kanye West feat. Jamie Foxx – Gold Digger

QUEM NUNCA deu aquela reboladinha, batucatinha na mesa ou batidinha ritmada de pé ao som dessa música? Então saiba de um fato louco: esse som quase não existiu (pelo menos dessa forma). Inicialmente ele foi composto por Kanye para uma rapper chamada Shawnna (who?!), mas ela não curtiu muito e resolveu passar adiante. Maior mancada.

kanye

 

10. Rihanna – Pon De Replay

Riri estava na flor da idade (17 aninhos, para sermos mais exatos) e lançou seu álbum de estreia já patrolando tudo. Dancinhas típicas de Barbados, cabelos na cor Acajú Púrpura 64 da Kolleston e um cropped dourado pra deixar claro que ela já ditava tendências desde lá. UHUM.

rihanna

Comentários estão fechados.