De bota e chapéu rosa na mão, Lady Gaga está mais do que de volta. “Joanne”, disco lançado oficialmente no dia 21 de outubro, é o primeiro álbum de Gaga desde “Check to Check”, de 2014, e já estreou no topo da parada da Billboard.

Os little monsters que esperaram por um disco pop, como “Born This Way” e “The Fame”, até podem ter se decepcionado, mas nós não. “Joanne” não é só sobre pop, mas também sobre uma necessidade da Gaga de voltar às suas raízes na música tradicional americana, ou seja, country, folk e rock.

E foi nesses ritmos que Stefani Joanne, aos 19 anos, se encontrou e resolveu focar na sua carreira como compositora e cantora. Também foi aos 19 anos que sua tia por parte de pai, Joanne Stefani (sim, é o nome da Gaga ao contrário) faleceu, vítima de Lúpus. Isso aconteceu 12 anos antes do nascimento de Gaga, e mesmo nunca tendo conhecido a tia, ela sempre ouviu as histórias e utilizou esse último álbum para homenageá-la.

giphy

Para carregar TODAS essas mensagens, Stefani chamou uma equipe de peso para produzir, compor e gravar “Joanne”. Muitos destes rostinhos que estão por trás de um dos álbuns mais legais do ano, são nossos conhecidos! A gente te conta quem eles são, é só continuar lendo 🙂

1. Matt Helders

O baterista do Arctic Monkeys, definitivamente não para!

No começo do ano, o britânico fez parte da banda do Iggy Pop, no álbum “Post Pop Depression”. Logo depois, entrou em estúdio para gravar a bateria de “Diamond Heart”, a primeira faixa do novo álbum da Gaga. Tocando ao lado de ninguém menos que Josh Homme, líder do Queens Of The Stone Age e do Eagles Of Death Metal, Matt mostrou que veio com tudo!

matt helders

2. Josh Homme

Desculpa, não nos aguentamos e já contamos no tópico anterior que o Josh Homme também está no disco!

O músico que dispensa apresentações, co-escreveu as músicas “Diamond Heart” e “John Wayne”. Além de tocar guitarra nessas músicas e também arranhar umas notas em “Sinner’s Prayer’”, “Perfect Illusion” e “A-Yo”.

josh homme

3. Josh Tillman

Você sabia que o Father John Misty, na verdade, não se chama Father John Misty?

O nome artístico é utilizado pelo Joshua Tilmann desde 2012, quando ele lançou o primeiro disco solo “Fear Fun” e largou a bateria do Fleet Foxes. O cara já está na estrada faz um tempo e manja MUITO de folk, rock e country music. Esse ano, por exemplo, ele deu um toque old school no clipe “Freak”, da Lana Del Rey, e em “Hold Up”, da Beyoncé.

Para fechar o ano de parcerias com chave de ouro, ele co-escreveu “Sinner’s Prayers” e “Come To Mama”, de “Joanne”. E ainda tocou bateria em “Diamond Heart”, faixa que abre o álbum!

fatherJohnMisty

4. Florence Welch

“Hey Girl” foi, com certeza, uma das parcerias mais esperadas do ano!

O encontro entre Florence Welch, a Florence + The Machine, e a Mother Monster rolou nessa música e já estava para acontecer faz um tempo. Porque em várias entrevistas Gaga já havia falado que considerava Florence “se não a melhor, uma das melhores vocalistas da atualidade”.

“Hey Girl” foi escrita pela dupla e lembra Elton John dos anos 1970, o espírito de liberdade da época e a narração é de uma viagem de carro entre amigos. Tudo a ver com o jeitinho gipsy da Florence ♥

giphy (1)

 5. Mark Ronson

Assim como (quase) todos os álbuns pop, “Joanne” também conta com uma porção de produtores na sua ficha técnica. No entanto, Mark Ronson – o responsável pelo hit “Uptown Funk” e por álbuns como “Back To Black”, da Amy Winehouse e “Alright, Still”, da Lily Allen – é sem dúvida o produtor mais importante desse disco.

Não tem como não lembrarmos dele quando pensamos em “Joanne”. Se o papel do produtor é traduzir as vontades dos artistas em música e em parcerias que vão refletir o som que ele está buscando, Ronson tá de P-A-R-A-B-É-N-S!

Foi ele quem reuniu todos esses nomes incríveis no álbum da Gaga. Além disso, Ronson produziu TODAS as músicas, co-escreveu boa parte delas (exceto “Angel Down”) e ainda tocou baixo, guitarra, teclado, sintetizadores e piano ao longo disco. Esse é de fé ♥

tumblr_nsmm7030wc1qh9nffo1_400

 6. Beck Hansen

O Beck tá na ativa desde os anos 1990 e desde lá a pequena Stefani já era fã dele. Nesse último álbum, ela pôde realizar um sonho de infância: gravar com seu ídolo.

O som escolhido foi “Dancin’ in Circles”, uma música pop com uma batida dançante, que tem influências do reggae e da ska music. Lembra “Alejandro” e o começo da carreira solo da Gwen Stefani, com “Hollaback Girl”. A letra da parceria tem tudo pra parar na boca do povo e conta a história de uma garota dançando sozinha, tarde da noite, enquanto lembra de um crush passado. UHHH!

beck

7. BloodPop

Talvez você nunca tenha ouvido falar sobre o BloodPop, mas você já ouviu o trabalho dele, com certeza.

Michael Tucker escreveu e produziu chicletes como “Bitch I’m Madonna” – da Madonna, “Sorry” – do Justin Bieber, e “Go” – parceria da Grimes com o Blood Diamonds. Ele também é o co-produtor de Joanne, ao lado de Mark Ronson e, além de produzir, colaborou na composição de músicas como “Perfect Illusion”, “A-Yo”, “John Wayne” e “Dancin’ in Circles”.

1153609

8. Kevin Parker

O líder do incrível Tame Impala, já tinha trabalhado com Mark Ronson no álbum “Uptown Special”. O cara faz participações especiais nas músicas “Summer Breaking” e “Leaving Los Feliz”, e essa parceria deu  muito certo, fez voar o trabalho solo do Ronson para o “Joanne”.

Kevin Parker co-escreveu o hit “Perfect Illusion”, produziu a faixa e ainda tocou bateria, guitarra e sintetizadores na música. Por essa você não esperava 🙂

TSggYXB

9. Este Haim

Sabia que a Este Haim, do trio de irmãs Haim, quebra TUDO na percussão de “A-Yo”?

A música tá demais e era pra ter sido o segundo single de “Joanne”, no lugar de “Million Reasons”. Vai que a Gaga lança um clipe pra música e resolve chamar a Este… seria incrível, né? 🙂

east haim

10. Sean Lennon

Pra fechar com chave de ouro, Sean Lennon, filho de JOHN LENNON e YOKO ONO também faz parte do disco!!!!

O músico completa o time de guitarras em “Sinner’s Prayer”.

Sean-Lennon

Curtiu? Se você pudesse escolher APENAS um desses artistas para o seu álbum, qual seria? 🙂

Comentários estão fechados.