Quando o termômetro bate nos 40 graus, dá vontade de gritar “POR QUÊ, SENHOR, POR QUÊ?!” com todas as forças, não é? E se tudo o que a gente tiver no momento for um ventilador, a vontade então é de dar um tabefe no primeiro que tiver a audácia de dizer que prefere o verão ao inverno. Grrrr.

Tendo em vista que essa é a realidade – é verão e estamos na cidade –  e NÃO TEMOS UMA PISCINA PRA CHAMAR DE NOSSA, é preciso bolar o plano B. E ele vem com o luxo e as delícias dos hotéis.

Sim! Porque é possível usar a piscina do hotel, a academia, a sala de reuniões e o que mais quiser (ou tiver incluído no pacote) por uns módicos (ou nem tanto, é verdade) reais e fazer de conta que tá de férias – só que, na verdade, você está na sua cidade (ou na cidade sem praia que você está visitando), durante a semana, tomando sol e espumante com os pés dentro d’água. Visualizou?

Alguns deles até mesmo incluem o café da manhã no serviço. Leia-se CAFÉ DA MANHÃ DE HOTEL (fechem os olhos, cardiologistas) COM OVO, BACON, DANISH, BOLO, QUEIJOS, FRUTAS, IOGURTES, TORTAS…

Se não incluir, você paga e consome porque vai valer a pena – e você precisará dessas memórias maravilhosas em que possa se agarrar na hora de explicar para o seu chefe como você ligou no dia anterior, dizendo que estava doente, e apareceu pra trabalhar depois com o maior bronze, da cor do pecado, e a pele revigorada de quem foi feliz num dia de verão.

Às piscinas.

1. JW Marriott, Rio de Janeiro

Não é o mar, não tem areia nem aquele monte de gente. Mas tem essa piscina, com essa vista (já fez sentido pagar para passar o dia numa piscina quando se mora no Rio de Janeiro, néam…). E antes que você revire os olhos: custa R$ 110 para passar 15 horas lá dentro. OLAR, Errejota!

jwmarriot

2. O UNIQUE, São Paulo

O lindo hotel foi planejado pelo arquiteto Ruy Ohtake, o designer João Armentano e o paisagista Gilberto Elkis – e o-bri-ga-da pela piscina incrível e com vista da cidade, que fica linda à noite. Vai, jovem, ser fino na vida. J

unique

3. Pestana, Curitiba

Essa rede portuguesa saber dar um jeito de bom gosto aos hoteis. Em Curitiba não é diferente – e além da piscina, dá para curtir o barzinho GIRO que eles têm. FIXE!

pestana

4. Laghetto Viverone Moinhos, Porto Alegre

Um hotel gracinha onde você pode malhar, ir à academia, pular pra sauna e cair na piscina. Por menos de R$ 100. A gauchada grita viva e faz uma hola, apostamos!

lagheto

E se você tiver medo de água, corre pra Youcom, onde o ar condicionado não falha e a trilha sonora é incrível – assim como os looks! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *