Para comemorar o Dia do Rock, resolvemos fugir do saudosismo tradicional e olhar pra frente: pro futuro do rock nacional!

Preparamos uma lista com bandas independentes, que batalham pra produzir e divulgar seu material, e estão aos poucos ganhando a visibilidade que merecem, tocando em festivais e até em alguns lugares na gringa.

Se engana quem acha que o rock nacional morreu. Pelo contrário, confere aí algumas apostas que mantêm o rock bem vivão e renovado!

Som na caixa com a nossa playlist:
http://goo.gl/C50prt (Rdio)
http://goo.gl/4WxTOL (Grooveshark)

1. The Baggios

O Black Keys do Sergipe! Duo de guitarra e bateria, formado em 2004, que manda muito bem no blues-rock de garagem. Já tocaram numa porção de festivais pelo país, incluindo a Virada Cultural de SP do ano passado, e estão sendo elogiadíssimos (merecidamente) por vários blogs e revistas de música. 2014 é o ano deles!

the baggios

2. Far From Alaska

Se você curte The Dead Weather, Juliette Lewis, Jack White e afins, TEM que ouvir essa banda do Rio Grande do Norte. Com letras em inglês, riffs distorcidos e dois vocais femininos, a galera do Far From Alaska é uma das grandes novidades do rock brasileiro, e sua apresentação no festival Bananada 2014 foi uma das mais elogiadas. E tem mais um detalhe que vai fazer você correr pra conferir o som deles: a Shirley Manson, do Garbage, recomendou a banda pelo seu facebook.

Far From Alaska

3. Molho Negro

“Garage Rock from Amazônia” como eles mesmos se definem. O trio paranaense ta com material novo nesse ano, o pesado – mas mesmo assim dançante – Lobo. O álbum tem guitarras barulhentas, no maior estilo banda de garagem possível, e ironia nas letras (como na música ‘Fã do Nirvana’, que tira um sarro do grunge e tem refrão gritado de “QUEM MATOU KURT COBAAAIN?”). Molho Negro prova que tem sim rock n’ roll terra do tecnobrega.

molho negro

4. Boogarins

Se você pira em rock psicodélico, saca essa banda que vai na vibe Tame Impala e Temples, mas com aquele toque brasileiro especial. Os goianos do Boogarins fazem um som maravilhoso que parece uma mistura de Mutantes com Beatles. <3
Destaque do gigantesco festival South by Southwest e elogiada pelo The New York Times, a banda é ‘made in Brazil’ mas já está fazendo turnê mundial por mais de 10 países!

boogarins

5. Black Drawing Chalks

Goiás também é o berço do stoner rock de peso dos caras do Black Drawing Chalks, que representaram muito bem no Lollapalooza de 2012 e já fizeram shows ao lado de nomes como Black Label Society, The Datsuns, Eagles of Death Metal e os veteranos do Motörhead.
O grupo define o seu rock como “music to drink and fuck”, sem muita pretensão de letras cabeças e super arranjos, tendo como principais referências o grunge, hard rock setentista e o blues. Os holofotes começaram a se voltar mais pra banda quando seu hit ‘My Favorite Way’ foi eleita pela Rolling Stone Brasil como a melhor música nacional de 2009!

black drawing chalks

6. Vivendo do Ócio

Pros indie rockers, fãs de Arctic Monkeys e Strokes, o som da baiana Vivendo do Ócio vai cair muito bem. Formada em 2006 por amigos que passavam tardes ociosas tocando juntos, a banda começou a ganhar atenção através da internet, onde postavam seus materiais. Até que, em 2008, participaram (E VENCERAM!) um reality show de bandas de garagem e como prêmio ganharam a oportunidade de gravar seu primeiro álbum pela Deckdisc. O shows dos caras no Lollapalooza de 2013 fez a galera pular muito e cantar em coro!

vivendo do ócio

7. Wannabe Jalva

O quarteto gaúcho tem em seu currículo elogios de ninguém mais que Eddie Vedder. Após o lançamento do elogiado ‘Welcome to Jalva’, em 2011, a banda foi convidada pra abrir o show do Pearl Jam em Porto Alegre e mandou muito bem com seu som dançante. O rock da Wannabe Jalva é moderno e renovado, com acompanhamento de sintetizadores e pegada mais pop em algumas músicas. A promessa do próximo disco da banda já foi feita, e esperamos que saia logo!

wannabe jalva

8. Vespas Mandarinas

O voo deles começou em São Paulo, mas já ta aterrizando em vários outros lugares pelo Brasil. Tendo na cidade sua maior inspiração, a banda traduz a urbanidade pro seu som e letras, e resgata a era do ouro do rock brasileiro, os anos 80, lembrando o começo do Titãs e Ira!. A banda – que tem como um dos integrantes o ex-VJ da MTV Chuck Hipolitho – lançou o venenoso álbum Animal Nacional, que foi indicado ao Grammy Latino na categoria “Melhor Álbum de Rock Brasileiro”.

vespas mandarinas
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *