ANTES DE TUDO, um aviso: como dito no título, o texto é sobre as melhores faixas já selecionadas para embalar a cena FINAL de filmes, então se você fica todo mordido com ~spoilers~, vá ler quadrinhos.

Agora, se você aguenta o tranco, brace yourself porque essa lista ficou genial. Afinal de contas, a música é um elemento FUNDAMENTAL para os filmes serem tão fabulosos quanto eles são. Se você ainda duvida de tal fato, saca só como ficaria a cena final de “Dirty Dancing” sem a famosa “(I’ve Had) The Time Of My Life“. Patrick Swayze se rebolando todo ao som de… um silêncio sepulcral:

Pronto: agora você já tem certeza. E vai ter ainda mais depois de ver/ouvir as 7 melhores faixas de cenas finais de todos os tempos. Escolhidas através de pesquisas qualitativas, quantitativas e totalmente com base no nosso gosto pessoal. Tem até uma playlist pra você ouvir enquanto lê: experiência completa.

 

1. Closer (Damien Rice – “The Blower’s Daughter”)

Geral se debulhando em lágrimas ao ver que a história de “Closer” termina sem um final feliz. Um final de vida real, ao som da mesma faixa que embalou os créditos iniciais e com cenas de cortar o coraçãozinho. Ok, não é a melhor música do universo, mas foi feita pra esse filme. Até parece que você já não tá cantarolando ela mentalmente só de ler isso aqui.

closer

 

2. Bruna Surfistinha (Radiohead – “Fake Plastic Trees”)

Por ESSA você não esperava, admite. Que grande final, que música DESTRUIDORA. Eis que a melhor parte vem agora: para “Fake Plastic Trees” tocar na cena final do filme (pedido encarecido da Bruna Surfistinha da vida real), Thom Yorke, vocalista do Radiohead, pediu pra ver o filme antes de todo mundo. O diretor levou uma cópia do longa pra Londres e depois de conhecer toda a história, o cantor elogiou, deu desconto e cedeu a faixa todo feliz. Foda.

bruna-surfistinha

 

3. Clube da Luta (Pixies – “Where’s My Mind”)

Só de ter uma banda tão disruptiva como Pixies na trilha sonora o filme já se torna respeitável pacas. E ainda mais ESSE filme. Indiscutivelmente brutal. A cidade desmoronando ao fundo, os dois de mãos dadas e essa sonzeira embalando tudo.

clubedaluta

 

4. Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (Beck – “Everybody Is Gonna Learn Sometime”)

APENAS QUE: o nome da faixa resume a moral do filme todo. A música até caberia em outras histórias, mas essa união é talvez uma das mais certeiras da história do cinema contemporâneo.

brilho eterno de uma mente sem lembranças

 

5. The Breakfast Club (Simple Minds – Don’t You Forget About Me)

Imagina que LOUCO ouvir “each one of us is a brain, and an athlete, and a basketcase, a princess, and a criminal” sem depois escutar a batidinha anos 80 de “Don’t You Forget About Me”? Impossível. Você lembra desse filme e *TCHUM* lembra dessa música instantaneamente.

The Breakfast Club

 

6. The Perks Of Being a Wallflower (David Bowie – Heroes)

Bowie é Bowie, né gentch. Um artista inquestionavelmente completo, destruidor e importante pro mundo da música. E “Heroes” é uma música tão incrível que aparece até DUAS vezes nesse filme. Uma delas é na cena final. Que ótima escolha.

the perks of being a wallflower

 

7. Donnie Darko (Gary Jules – Mad World)

Uma história incrível, com personagens complexos, um anti-heroi apaixonante e uma trilha sonora impecável criada SÓ pro filme: JÁ GANHOU. Donnie Darko foi o longa preferido de muitos adolescentes de all star sujo e flanela xadrez (inclusive você mesmo) e, até hoje, “Mad World” é tipo um hino. Maior música, maior final cheio revelações.

donniedarko

Comentários estão fechados.