Vai até 14 de agosto a exposição “Punk: Chaos to Couture, no The Metropolitam Musem of Art, em Nova Iorque. Do começo do movimento, nos anos 70, aos dias de hoje, a mostra traz nomes que criaram, influenciaram ou foram influenciados pelo movimento, como Malcolm McLaren, Christopher Bailey, John Galliano, Vivienne Westwood, Sex Pistols, The Clash e Patti Smith, entre outros.

youcom_punk_blog_3

Mais de 100 estilistas estão espalhados em sete galerias, que mostram o contraste do conceito Do-It-Yourself, uma das bases do movimento punk, e o processo de couture da moda. Vieram do movimento, entre muitos outros, as influências dos metais, o graffitti e a bricolagem, com a apropriação de objetos aplicados a roupas como um “statement” social e político. Estilistas como Gareth Pugh, Miuccia Prada e Martin Margiela já usaram dessa referência em suas criações.

Essa estética punk traz para a moda a agressividade e rebeldia da juventude, e, falando nisso, dá pra associar total com o que a gente tem visto pelas ruas por aí, certo? O DIY volta a ser uma grande tendência, com tutoriais na internet bombando e ensinando a dar uma nova cara às nossas peças antigas!

youcom_punk_blog_2

Detalhes da bricolagem

A influência punk foi uma das tendências mais fortes para a temporada de outono/inverno 2013/14. Com uma pitada grunge, marcas como Saint Laurent, Givency e Moschino trouxeram as cores, shapes e tecidos do Punk 70’s combinado com o grunge 90’s de Kurt Cobain – afinal “it’s all about attitude”.

E se os anos 90 são a tendência mais forte das ruas nesse momento, vale ficar de olho nessa combinação de referências da moda atual. Vale sempre a gente conhecer um pouco mais de história pra entender o presente. Por isso, o passeio é imperdível para quem está por Nova Iorque.

youcom_punk_blog_1

Imagem7 

Fotos: divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *