Pode colocar aquela camisetinha da banda indie de volta no armário que o verão de 2015 é do rock sessentista. Aliás, todo o universo da arte daquela década vai voltar pras ruas.

A New York Fashion Week encerrou a temporada das semanas de moda internacionais, e o clima foi de relembrar aquelas figuras que, há quatro décadas, causavam mundo afora. E sabe que moda não é só a roupa, né? Pode preparar o toca discos e aquele empoeirado DVD do Woodstock para dar uma revisitada nos clássicos.

1.Diane von Furstenberg e Brigitte Bardot

Na comemoração dos 40 anos da peça mais famosa de Diane, o vestido envelope, a estilista também levou seu mundo de criação de volta aos anos 60. A inspiração vem de Brigitte Bardot, mas mais contemporânea – silhuetas femininas, florais, xadrez vichy e brilho. Então prepara o laquê e o secador de cabelo, porque é possível que a diva das passarelas tenha instituído um retorno da diva do cinema francês como estilo de vida.

2.Diane

2.Brigitte

2.Altuzarra e “O Bebê de Rosemary” e “Barry Lyndon”

O maison francesa Altuzarra caiu de cabeça nos clássicos do cinema. De um lado, Barry Lyndon, do Stanley Kubrick, traz a aura do século 18 à coleção. Não, não é cheio de babado, vitoriano. Mais uma inspiração, vai. Do outro lado, Mia Farrow em O Bebê de Rosemary empresta a paleta pastel, golas altas, uma estampa quadriculada e o ar sessentista de sua personagem aos looks.

3.Altuzarra

3.Rosemary

3.Giulietta e Dora Maar

A marca nova iorquina Giulietta é toda sobre cinema e a fotografia dos anos 60. Na FW deste ano, a musa de Giulietta foi Dora Maar, fotógrafa [e ex-amante de Picasso (a trivia sempre vale, né)]. O trabalho de Dora aparece nas estampas, na ambiência do desfile e na influência surrealista de suas imagens (e corre à boca pequena que ela teria ajudado Picasso a pintar Guernica!).

4.Giulietta

4.Dora Maar

4.Ivan Aguilar e Barcelona (que não é um ícone pop, mas tá mais in do que nunca, não?)

O estilista capixaba estreou na NYFW com uma coleção feminina (a primeira em 20 anos). Isso porque, nas últimas duas décadas, Aguilar se especializou em alfaiataria masculina (trivia: ele era o estilista do Lula). Nas suas roupas, cores e recortes levam a imaginação à Barcelona urbana e sua arquitetura barroca. Partiu España?!

5.Ivan

5.Barcelona

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *