O ano está quase no fim, e um monte de gente já decidiu onde vai passar o réveillon. Se você é um dos que ainda não se mexeram para reservar hotel e passagem para a virada, corre o risco de ficar em casa ou ter que encarar uma estrada até o litoral mais perto da sua cidade. Mas calma: isso não é motivo de drama. Se não der para entrar 2015 num lugar legal, você ainda pode se programar para passar as viradas de vários outros calendários ao redor do mundo.

É certo que eles não têm aquela maravilha toda de Copacabana, mas podem ser bem divertidos.

1. Ano-novo chinês

Marque na sua agenda e na sua passagem aérea: você precisa estar na China (ou em qualquer Chinatown do mundo) em 18 de fevereiro de 2015, o último dia do ano 2565 do calendário chinês. Na manhã seguinte, 19 de fevereiro, começa o ano 2566, que é o Ano da Cabra. E feliz cabra para você!

2. Ano-novo laosiano

A data exata em 2015 é 14 de abril, mas você pode chegar bem antes se escolher estar na lindinha cidade de Luang Prabang, onde o festerê chega a durar duas semanas. Nesse período, esteja preparado para levar baldes de água nas ruas, porque é assim que os laosianos comemoram o novo ano. Apesar dos banhos inesperados, ninguém reclama, já que o calor no Laos nessa época é terrivelmente terrível.

3. Ano-novo persa (iraniano)

O Irã usa 3 calendários: o nosso (gregoriano), o islâmico e o persa, o que dá a eles nada menos que 3 réveillons por ano. Mas o calendário que tem o maior festão de virada é mesmo o persa, que está no ano 1393 e muda para 1394 entre 20 e 21 de março de 2015. Nos dias ao redor dessas datas, não espere nada funcionando no país (é um ultra feriado) e esteja preparado para mesas muito arrumadas nas casas.

4. Ano-novo judaico

Este ainda tem tempo e dá para você se planejar bastante até lá. O Rosh Hashaná (que significa “cabeça do ano”) acontece só no segundo semestre, mais precisamente no início da noite de 13 de setembro, quando os judeus vão entrar no ano 5775. Aproveite que ainda falta muito e comece a fazer duas coisas: economizar para comprar sua passagem para Israel e decorar a expressão “Shanah Tovah!”, que é o “feliz ano novo!”, em hebraico. Você vai precisar muito disso.

5. Ano-novo etíope

Se você tem saudade de algo vivido nos últimos tempos, passar um “réveillon etíope” pode ser uma opção para relembrar essas coisas, já que o calendário do país está 7 anos atrás do nosso. Isso mesmo: na Etiópia é 2007, o ano em que o iPhone foi lançado. E em 12 de setembro do nosso 2015, eles entram em 2008, ano de Olimpíada em Pequim. Ah, bons tempos!

6. Ano-novo muçulmano

Este é outro réveillon para o qual você tem bastante tempo para se programar, já que os muçulmanos só vão soltar foguetes e gritar “feliz ano novo!” em outubro, especificamente no dia 14. Se você estiver em lugares tipo Dubai, Doha, Abu Dhabi ou qualquer outro que tenha praia, pode entrar o ano de 1437 pulando sete ondinhas – uma mistura de crenças provavelmente inédita no mundo.

7. Ano-novo tibetano

Esta virada de ano vai exigir muita disciplina para ser comemorada. Isso porque o ano-novo tibetano acontece entre os dias 18 e 19 de fevereiro de 2015, exatamente um dia depois do fim do nosso Carnaval (que acaba no dia 17, terça-feira). Haja zen-budismo para começar o ano de 2142 sem ressaca, hein?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *