A lista de Patrimônios da Humanidade da Unesco é famosa. Todo mundo sabe que ela tem as maiores belezuras do nosso planeta, aquelas consideradas tão importantes para o nosso mundinho, nossa história e nossas culturas que precisam ser preservadas por todos.

Só que no meio desta lista existe outra, bem menos conhecida e bem mais triste: a de Patrimônios da Humanidade em Perigo, uma relação de 46 dos mesmos lugares protegidos da outra lista, mas que, mesmo assim, podem sumir do mapa, se escafeder, virar poeira.

Selecionamos alguns deles para você e recomendamos: coloque os seus preferidos nas suas próximas férias, se for possível. Infelizmente, não dá para se enrolar muito para conhecer essas maravilhas.

1. Barreira de corais de Belize

É Patrimônio da Humanidade porque é a maior barreira de corais do hemisfério norte, com atóis e um monte de lindezas naturais únicas.
Está em risco porque o desenvolvimento anda desenfreado na região, ameaçando o ecossistema.

2. Floresta tropical de Atsinanana, em Madagascar

É Patrimônio da Humanidade porque é fundamental para a vida selvagem na ilha de Madagascar.
Está em risco porque o pessoal anda cortando árvores ilegalmente na região e caçando animais quase extintos.

3. Sítio arqueológico de Chan chan, no Peru

É Patrimônio da Humanidade porque são as ruínas da capital de um império chamado Chimu, mais antigo do que os incas.
Está em risco porque as mudanças no clima do planeta estão afetando as chuvas que caem na cidade, que é toda feita de barro.

4. Parque Nacional Everglades, nos Estados Unidos

É Patrimônio da Humanidade porque é um santuário para um monte de bichos, desde jacarés e cobras até lindos passarinhos.
Está em risco porque o que os experts chamam de “sistema aquático” do parque está degradado, ameaçando tudo que existe de fantástico por lá.

5. Monumentos medievais de Kosovo

São Patrimônios da Humanidade porque os 4 monumentos são exemplos únicos da cultura arquitetônica religiosa da região, de quase 800 anos.
Estão em risco porque estão caindo aos pedaços, já que os governos locais não conseguem fazer a manutenção.

6. Vale de Bamiyan, no Afeganistão

É Patrimônio da Humanidade porque tem relíquias arqueológicas maravilhosas, incluindo os pedaços de estátuas de Buda gigantescas destruídas pelo Talibã em 2001.
Está em risco porque o país não consegue oferecer segurança para o que restou das estátuas, nem para o que ainda existe por lá.

7. A cidade antiga de Jerusalém e suas muralhas

É Patrimônio da Humanidade porque, puxa vida, é Jerusalém. Precisa explicar?
Está em risco porque o turismo passou da conta, a conservação não anda boa e a cidade ao redor está crescendo de forma desordenada.

8. Cidade Mercantil Marítima de Liverpool, na Inglaterra

É Patrimônio da Humanidade porque é a cidade dos Beatles. Não, brincadeira, desculpe. A verdade é que Liverpool foi um dos maiores centros de negócios marítimos nos séculos 18 e 19 e foi fundamental para a navegação mundial.
Está em risco porque algumas mentes brilhantes querem fazer modificações nos portos da cidade, o que vai mudar a cara justamente da região que é considerada Patrimônio da Humanidade.

9. Cidade histórica de Zabid, no Iêmen.

É Patrimônio da Humanidade porque é um sítio arqueológico e histórico, foi capital do país há 700 anos e foi importantíssima no mundo islâmico.
Está em risco porque está sem manutenção e andam construindo prédios sem nenhum critério. Para piorar, o país está numa guerra civil neste exato momento. Já viu, né?

10. Parque Nacional Simien, na Etiópia

É Patrimônio da Humanidade porque é uma das paisagens mais lindas do mundo (concorre com o Grand Canyon, segundo o próprio site da Unesco) e o lar-doce-lar de um monte de bichos incríveis, incluindo um bode que só existe lá e uns macacos lindos.
Está em risco porque andam caçando demais os bichos da região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *