Dezembro já tá quase aí e se tem uma coisa que a gente não vai permitir é que você reclame de tédio nas férias! Não depois dessa lista que preparamos com livros INCRÍVEIS sobre ícones da música que tem tudo pra te entreter e inspirar nos próximos meses:

1. David Bowie, Marc Spitz

“Let’s Dance”, “Rebel Rebel”, “Modern Love”, “Life On Mars”: todo mundo tem uma música preferida do David Bowie. Você até pode dizer que não curte o cara, mas é IMPOSSÍVEL não conhecer algum dos milhares de hits que ele já fez até hoje.

Nesse sentido, não tem como negar o imenso impacto que Bowie e seus diversos alter-egos causaram na cultura pop. E o Marc Spitz nos fez um grande favor escrevendo uma biografia incrível sobre essa figura tão fascinante e que, claro, é um MUST HAVE pra qualquer fã de música.

davidbowie

2. Dave Grohl

Nirvana, Foo Fighters, Queens Of The Stone Age, Them Crooked Vultures, Paul McCartney, David Bowie, Garbage, Cat Power. O que poderia facilmente ser o line-up de um SUPER festival é na verdade um pedaço do currículo de Dave Grohl 🙂

Por essas e por outras, o “queridinho” do rock não tem apenas uma biografia, mas DUAS. “This Is a Call: A vida e a música de Dave Grohl”, de Paul Brannigan, foca mais na infância dele na Virgínia, adolescência e como ele se tornou baterista do Nirvana e, principalmente, como ele lidou com a morte de Kurt Cobain.

 thisisacall

Já “Dave Grohl – Nada a Perder”, de Michael Heatley, aborda um pouco mais a fundo a convivência de Dave enquanto Kurt ainda era vivo e os projetos pós Nirvana.

nadaaperder

3. Scar Tissue, Anthony Kiedis & Larry Sloman

“Scar Tissue” é essencial pra quem é fã de Red Hot Chilli Peppers, mas também vai agradar MUITO quem curte personagens que levam o lema “viva rápido, morra jovem” ao pé da letra. A biografia conta sem filtros a vida MALUCA do Anthony Kiedis desde o seu nascimento em 1962, no Michigan, até 2004, quando já era um dos nomes mais falados no mundo da música.

SPOILER ALERT: esse livro é tão intenso quanto as letras do Red Hot Chilli Peppers. Portanto, atenção, uma página pode mudar tudo.

 scartissue

4. Mais Pesado Que o Céu, Charles Cross

“Mais Pesado Que o Céu” é a biografia definitiva pra quem quer entender a mente brilhante e perturbada de Kurt Cobain. O autor da biografia viveu a cena underground de Seattle nos anos 1990, é fã do Nirvana, entrevistou 400 pessoas, teve acesso a diários, letras, fotos, relatórios médicos e policiais de Kurt durante os 4 anos de pesquisa. Resumindo: não teria como essa não ser a melhor biografia escrita sobre Kurt. E você precisa correr pra ler!

kurtcobain

 5. Decoded, Jay-Z

Se você quer saber mais sobre a vida de Shawn Carter, o Jay-Z, não leia esse livro. O rapper contou a vida dele inteirinha nas letras do álbum “In My Lifetime”, de 1997. Então porque esse livro tá nessa lista, se ele não é uma biografia? Ele é sim. A diferença aqui é que o rapper usou a sua vida como paralelo pra contar a história e a evolução do hip-hop. Uma sacada GENIAL!

De quebra, o livro ainda revela os insights que levaram Jay-Z a escrever seus grandes sucessos – que aparecem dissecados no livro.

jay-z-decoded-hardcover-cover

6. Só Garotos, Patti Smith

Nova York no final dos anos 1960 vivia um dos momentos culturais mais ricos da sua história. E foi nessa época que Patti Smith se mudou pra Big Apple. “Só Garotos” narra a trajetória de uma das vozes mais importantes do punk, mas também traduz muito essa atmosfera ~efervescente~ que a cidade vivia. E o melhor: tudo isso é contado de uma forma super poética e tem como pano de fundo o romance entre a cantora e o fotógrafo Robert Mapplethorpe <3

sogarotos

7. Autobiografia, Morrissey

Desde que Morrissey entrou pro The Smiths, o cara chama a atenção do público. Também não é pra menos: o britânico é um ícone da cultura pop, escreveu letras INCRÍVEIS, é defensor dos animais, cultivador de rixas e de batalhas judiciais e até mesmo um possível ~vidente~ (como contamos nesse post aqui).

Pra matar a curiosidade dos fãs e causar mais polêmica, Morrissey lançou a sua autobiografia em 2013. E bom… se depois de todos esses adjetivos listados aqui, você não se interessou pela vida do cara, a gente não tem mais o que fazer…

morrissey

8. Unknown Pleasures, Joy Division

Diferentemente das outras biografias dessa lista, essa não é sobre um ícone e sim sobre uma banda. “Unknown Pleasures” traz os bastidores do Joy Division sob o olhar do baixista Peter Hook. Com MUITO bom humor, o britânico conta como foi a montanha-russa – amizades, brigas, rompimentos, ensaios, shows, personagens que formaram a banda – até a morte do vocalista Ian Curtis.joydivision

Comentários estão fechados.