Todo mundo já entendeu que tá rolando a época do vintage, e curtir fazer tricô, escutar Miles Davis e plantar seus próprios temperos (really?!) é tão importante quanto saber usar a lista de leituras do Facebook (aliás, viram isso, que coisa de gênio?!).

Agora faça um experimento e pergunte o que o seu pai ou a sua mãe estavam fazendo e plantando quando eles tinham 20 anos (e não tinham você, that is). Ou pergunte a sua irmã mais velha por que dançar sobre um carro no meio da rua era a coisa mais cool do mundo nos anos 80. Certamente um jovem Bob Dylan poderia contar umas boas de como era legal a ideia do autoconhecimento nos anos 60, diferentemente de quem anda pagando por psicólogo, coaches e nutricionistas hoje em dia.

Não é só esse ar de nostalgia que anda rondando nossas grandes e jovens mentes. Teve uma jornalista inglesa de 24 anos que tomou DUAS taças de vinho e reclamou de dor de cabeça para os colegas de trabalho no dia seguinte.

Da confissão resultaram: uma outra crise sobre os jovens de hoje e os de antigamente (papo de velho, esse); e um estudo interessantíssimo sobre as reais mudanças ocorridas nessa tal de geração Y. A coisa toda foi publicada no jornal Telegraph e mostra que os jovens de hoje: bebem menos, usam menos drogas, estão mais preocupados com trabalho e carreira e cada vez mais cedo, e frequentam mais os divãs de psicólogos do que os hippies que buscavam um tipo de terapia, digamos, alternativa.

Agora, para você não se desesperar e sair se achando o mais sem graça do mundo, é bom lembrar de vez em quando o que é que quer dizer ser jovem em 2014 e por que nunca houve tempo melhor para tudo isso.

1.Decorar número de telefone? Que número de telefone?

Brindemos aos telefones celulares e suas agendas, para que a gente nunca mais tenha de decorar número de telefone algum (tá, um só, vai, em caso de emergência)

gif1

2.Dá para viajar para destinos menos convencionais e evitar aquelas filas quilométricas em Paris ou Londres

Todo mundo tem quem conhecer a Capital da Luz e o país dos Beatles, mas quem é jovem pode curtir uma viagem por lugares que ainda não ganharam uma infraestrutura (leia-se menos turistões) e deixar Paris para aquela época em que suas costas não te darão outra opção senão o hotel de mais ou menos luxo.

giphy

3.A possível trilha sonora do seu romance de verão será Chromeo (e não Time of My Life, do Dirty Dancing)

O que só prova que ser jovem apaixonado hoje é melhor do que ser jovem ontem.

gif3

4.A beleza interior poderá vir com o tempo, mas a exterior tá bombando aqui e agora.

Convenhamos: nem todo mundo fica melhor com o tempo.

gif4

5.Facebook, Instagram, Buzzfeed, Pinterest…

Nunca foi tão fácil saber da vida dos outros, copiar looks de famosos e ver tantos gatos (o animal mesmo) fazendo coisas idiotas de qualquer lugar – do ônibus, da sala de espera, da casa da sogra.

gif5

6.Você ainda pode dar uma esquecida nas coisas, errar, falar mais do que deveria…

É bem verdade que as pessoas olham para você, estagiário, pensando que você vai dar aquele salva na firma (#sqn). A culpa é do mais novo.

gif6

7.Entretanto, você é um gênio para alguém.

Pergunte aos seus priminhos pequenos ou irmãos mais novos quem eles mais admiram? Você, jovem, que é um poço de sabedoria e coolness 😉

giphy (1)

8.Você nasceu na época do Tinder

Calma que não estamos sugerindo que você encontrou sua pegada por lá. Mas é bom verificar se a possível cara metade tem perfil por lá, porque, né… (acendeu o sinal vermelho de “MELDELS” aí?)

gif8

9.Spotify, Rdio, rádio da Youcom, NÓS TE AMAMOS!

Vinil é legal, claro. Mas até que ele se torne uma linguagem digital e caiba na bolsa, viva a rádio online!

gif9

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *