Você acorda, pega o celular, abre as redes sociais e, de dez posts, 11 são sobre nômades digitais – gente que ganha a vida viajando e trabalhando online.

Você pensa: QUERO!

via GIPHY

Então que bom que há várias cidades no mundo apostando nessa onda, investindo em projetos de mobiliário urbano incríveis pra receber nômades  – e moradores – em seus parques e ruas para trabalhar.

Só precisa de uma mesinha, uma tomada e um wi-fi. E muita criatividade.

Vem ver:

1. Paris, mon amour, je te LIKE (y)

O projeto Escale Numérique, do arquiteto Mathieu Lehanneu, criou áreas de convivência que incluem cadeiras giratórias com apoio para o computador, wi-fi e uma tela gigante pra surfar na net sem precisar do 3G – ou de um celular ou computador. OUI!

img1

 

2. Boston tem mais energia

Você está caminhando pela cidade, precisa alimentar o Instagram e PÁ! Acabou a bateria. Se você tiver em Boston, dá pra chegar no Soofa Bench e dar aquela recarregada usando energia solar. Afinal, se seu telefone não serve só pra telefonar, um banco de rua não serve só pra dormir na praça, néam…

img2

 

3. Joanesburgo, dá um share

O Isabelo significa compartilhar em Zulu. Nada mais adequado pro banco que carrega bateria, oferece wi-fi e se tornou o primeiro espaço público do tipo a ser instalado na África. <3

img3

 

4. Barcelona, onde tem trabalho e pausa pro cafezinho

Neste banco super, que é mesa também, dá pra sentar com o laptop ou o picnic de almoço. Viu como dá pra fazer TUDO ao mesmo tempo num public office – até a SIESTA?

img4

 

5. Londres, trabalhando mais perto da natureza

Onde mais poderia ser criado um public office ~dentro~ de uma árvore senão em Hoxton, o bairro hipster da capital inglesa? Então pode levar sua máquina de escrever, digo, laptop pra lá e mandar ver no ar puro – a não ser que chova. 😛

img5

Viu como é fácil? Agora só falta o look perfeito para um dia de turismo/ trabalho e pronto. Tipo esse:

img6

Tem aqui: http://bit.ly/1UYJI9C

Comentários estão fechados.