É pra vida toda, ainda é alvo de preconceito, você pode se arrepender, tem que ter um real significado, bláblábláblá…

Você já deve ter ouvido muita opinião chata sobre tatuagens. Mesmo assim, cada vez é mais difícil de encontrar alguém que não tenha. Todo mundo quer se expressar, né?

Cada pessoa escolhe a sua tatuagem pensando no que gosta, por isso não existem desenhos certos ou errados. Mentira, claro que existem. Bota na lista ai: erros de português, retratos infiéis e algumas esquisitices que a gente já mostrou aqui.

Se você já tem algum desenho em mente – ou não -, aqui vão algumas técnicas usadas pelos tatuadores para você escolher:

1. Aquarela

Sem traços fortes, sem contornos pretos. Pra quem gosta de arte, a técnica imita a aquarela e não se restringe a formatos geométricos. Parece ser feita com pinceis, mas não se iluda: é com agulha mesmo e também dói. Só que o resultado é incrível.

1aquarela

Via: Aga yadou e Victor Octaviano

2. 3D

Se a ideia é impressionar, a tatuagem 3D é uma boa opção. De todas as tatuagens que vão fazer a sua mãe reclamar, as 3D estão no topo da lista. Alguns diriam que, justamente por isso, são as mais legais. Aí a escolha é sua.

2_3d

Via: Dmitriy Samohin e Bang Bang

3. White Ink

Cicatrizes que magicamente criam formato? Não. É a técnica de tinta branca que dá a sensação de alto relevo. É escolhida por quem prefere desenhos discretos. Nada de tigre branco que cubra as costas.

3whiteink

Via: Jinx of Broken Clover e Watson Atkinson

4. Pontilhismo

De pontinho em pontinho sai uma grande imagem. Você deve lembrar de ter feito isso na aula de artes do colégio. Na época, só a sua mãe achava lindo, mas quando a técnica é usada por profissionais tatuadores, fica incrível, né?

4pontilhismo

Via: Caco Menegaz e Kenji Alucky

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *