Claro que não é época de Oscar. E nem adiantaria se fosse.
A lista a seguir só tem filmes que não gostam nem de lembrar da festinha máxima do cinema.

Não tem ninguém que faturou o famoso bonequinho dourado de Melhor Filme, mas tem coisa muito boa. Separamos longas de épocas diferentes, pra você ver ou rever algumas pérolas e se dar conta de que, às vezes, o mundo é mesmo um lugar bem injusto.

E o Oscar não vai para…

1. Dr. Fantástico (1964)

1_dr_fantastico

Perdeu para: Minha bela Dama

Fantástico até no nome. Uma comédia cheia de humor negro, uma sátira afiadíssima dos tempos de Guerra Fria, dirigida pelo mestre Stanley Kubrick e estrelada por Peter Sellers em grande performance. Ninguém ganhou nada: o filme não levou, Kubrick não levou como Melhor Diretor, Sellers não levou como Melhor Ator. Mas você ganha se assistir.

2. Melhor é impossível (1997)

2_melhor_impossivel

Perdeu para: Titanic

Tem um roteiro ótimo, diálogos pra decorar e usar por aí e atuações impecáveis. A Helen Hunt e o Jack Nicholson levaram, mas, na hora do Melhor Filme, ‘Melhor é impossível’ viu a festa naufragar com ‘Titanic’. Essa doeu.

3. Todos os homens do presidente (1976)

3_todos_presidentes

Perdeu para: Rocky

Sim, levou porrada de um peso-pesado. E ainda tinha Taxi Driver na lista de indicados no mesmo ano. Mas se todo mundo ainda lembra desses dois filmes, ‘Todos os homens do presidente’ ficou meio de lado. E você não pode deixar isso acontecer!

Robert Redford e Dustin Hoffmann juntos, bem novinhos Só essa grande dupla já vale a sua atenção. Eles vivem dois repórteres do Washington Post que investigam o caso Watergate, aquele escândalo político que deixou o presidente americano Richard Nixon atolado até o pescoço. História real que deu ótima ficção. Vai atrás!

4. Distrito 9 (2009)

4_distrito9

Perdeu para: Guerra ao terror

Olha, com todo o respeito… Mas essa é uma grande injustiça.

‘Guerra ao terror’ é um filme… Comum.
‘Distrito 9’ não. Longe disso.

Esse filme tem uma linguagem de documentário fake, estética e ritmo impressionantes, consegue abordar questões sociais e éticas do jeito mais original (e legal) possível… Se você ainda não viu, vá atrás. Se já viu, reveja. Parece que sempre tem alguma coisa interessante pra descobrir nessa história.

5. Mississipi em chamas (1988)

5_mississippi-burning_02

Perdeu para: Rain man

Filmaço de Alan Parker que bota na roda discussões sobre o preconceito racial e sobre as seitas malucas e racistas dos Estados Unidos. Deu polêmica: ‘Mississipi em chamas’ é baseado em fatos reais e teve muita gente achando a interpretação do filme muito envernizada.

Gene Hackman e Willem Dafoe quebram tudo nesse clássico que ganhou um monte de indicações, mas só levou um premiozinho técnico: Melhor Fotografia. Aff.

6. Fargo (1996)

6_fargo

Perdeu para: O paciente inglês

É difícil ver os Irmãos Coen errando a mão. Em ‘Fargo’, isso também não aconteceu. É um grande filme, uma história policial com toques de humor negro e personagens pitorescos, escrito e dirigido por uma das duplas mais originais das últimas décadas. Já se vão quase 20 anos do lançamento do longa que tomou porrada de ‘O paciente inglês’. Não deixe esse clássico cair no esquecimento, nem se deixe influenciar pelo duvidoso subtítulo que a versão brasileira ganhou: “Fargo – Uma comédia de erros”.

7. O lobo de Wall Street (2013)

7_wall_street

Perdeu para: 12 anos de escravidão

Pra fechar, uma das mais recentes injustiças da turminha da Academia. Ok, ‘12 anos de escravidão’ tem uma temática hiper relevante e é muito bem realizado. Mas que tinha coisa melhor na lista de indicados para o Oscar do ano passado, ah, isso tinha.

‘O lobo de Wall Street’ é uma delas. Toda a categoria que só o velho Scorsese tem pra contar uma boa história está aqui. Ritmo, edição, música, direção de atores. O pacote todo, menos a estatueta. Sem falar no Leo, né? Ah, o Leo… Simplesmente arrebentou como o empresário maluco Jordan Belfort e ficou chupando bala de novo. Congelou o pé filmando ‘Titanic’ e nunca mais descongelou. Tadinho dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *