Tem duas coisas que a gente AMA: música e cinema. E quando essas duas paixões se unem é impossível não se empolgar. Nesse sentido, 2015 tá nos presenteando com vários documentários musicais incríveis. Segundo o IMDB, maior site sobre cinema do mundo, só esse ano serão lançados mais de 1.500 documentários sobre o assunto.

Pra  ansiedade geral, a maioria das datas de lançamento ainda não foram anunciadas. Então, separamos aqui os documentários que a gente já viu e achamos que devem ser compartilhados com o MUNDO <3

 

1. Los Hermanos – Esse É Só o Começo do Fim da Nossa Vida (Maria Ribeiro)

Depois de muito tempo ~enchendo o saco~ pra gravar com os caras, a atriz e apresentadora Maria Ribeiro FINALMENTE conseguiu realizar um sonho de fã: documentar o Los Hermanos. As gravações ocorreram durante a turnê de 15 anos da banda. O documentário é super experimental e a banda não quis se expor muito (nada inédito, né?), mas valeu pelo registro. Se você é fã da banda não pode deixar de assistir.

 

2. Montage Of Heck (Brett Morgan)

Lançado em abril pela HBO, o registro foi um dos mais aguardados do ano e conta a história de Kurt Cobain – o lendário líder do Nirvana, que se suicidou em 1995. O cara já tem vários documentários no currículo, mas esse foi o primeiro autorizado pela família. Inclusive, a filha dele, Frances Bean Cobain, foi produtora do filme. Esse é o registro mais cru feito sobre Cobain. Isso é explicado facilmente pela quantidade de material que o diretor Brett Morgan teve acesso. Vale a pena assistir 🙂

 

3. 808 (Alexander Dunn)

Esse filme não é sobre um ídolo ou uma banda, mas sim sobre um instrumento que mudou uma década: o sintetizador Roland TR-808. No documentário, participantes de peso como Afrika Bombaataa, David Guetta, Diplo, Pharrel Williams entre outros falam sobre como o instrumento mudou a música dos anos 80. E o mais legal: o filme é embalado pelos hinos do sintetizador como, por exemplo, Planet Rock (do Afrika Bombaataa) – que, por sinal, parou de ser fabricado. Quer descobrir por quê? Assiste o trailer e aguarda com a gente o lançamento desse SUPER doc.

 

4. What Happened, Miss Simone? (Liz Garbus)

Talvez você não saiba quem é Nina Simone mas, com certeza, já ouviu a sua voz incrível. Ela morreu em 2003, aos 69 anos, e foi uma das maiores cantoras da música americana. Além disso, lutou durante a vida inteira pela igualdade racial. Ele está disponível no Netflix.

 

5. Cássia (Paulo Henrique Fontenelle)

Cássia Eller morreu em dezembro de 2001 – no auge da sua carreira. Desde lá muita coisa foi dita e desdita sobre a cantora. O documentário “Cássia” é uma tentativa de mostrar lados da cantora que ninguém conhecia. O filme conta com depoimentos de pessoas que foram próximas dela como filho, a mulher e amigos como Zélia Duncan, Nando Reis e Oswaldo Montenegro. Mesmo que você não seja fã da Cássia, vale a pena assistir, o registro é surpreendente.

 

6. Alive Inside: A Story Of Music and Memory (Michael Rossato-Bennett)

Henry tem Alzheimer há mais de 10 anos, se comunica pouco, mal reconhece a própria filha e vive de cabeça baixa. Mas quando dão fones de ouvido com as músicas que foram importantes na vida dele, o velhinho tem uma reação que ninguém espera: canta, conversa e até relembra momentos da juventude.

A história dele faz parte do filme “Alive Inside: A Story Of Music and Memory”. O documentário mostra o poder curativo da música. Um projeto que Dan Cohen, fundador da ONG Music & Memory, vem desenvolvendo já faz um tempo. Dá uma espiadinha no trecho que a gente narrou ali em cima. Não tem como não se emocionar e querer ver o filme (que também tá no Netflix).

 

Comentários estão fechados.